Ele/ela pode apenas fazer com que se sinta ainda mais feliz.
Alguns dizem que não, que já estão vacinados, mas a validade da vacina nem sempre é muito grande.Mais uma vez, em comum: a carência afectiva e bacheca no annunci sesso roma a procura de se sentirem aceites, valorizados, desejados e amados.Talvez seja o caminho para encontrar e viver o amor que tanto quer.Será que também fazem listas de requisitos e andam a idealizar demasiado as mulheres?Divirta-se, ria, brinque, sinta, viva Quando se sentir muito bem consigo mesmo, esse amor vai aparecer.Elas estão cansadas de esperar.Ou encontram e logo se desencontram.Eles, porque talvez já estejam saturados de saltitar de atração em atração ou cansados de sentir todas as noites o lado frio e vazio da cama, querem agora uma mulher em quem confiem, que os faça sentir grandes, que valha a pena voltar para casa.Não estou a dizer que devem aceitar tudo para viver um amor, pois se o fizerem apenas viverão o desamor, especialmente por si mesmas.Outra faceta desta realidade, é a procura de pessoas que não existem, a não ser na cabeça das pessoas que as procuram.Difícil, não lhe parece?
Em pleno século XXI, vivemos numa sociedade e num mundo em que as pessoas sem namorado tem um qualquer problema ou avaria, que todos tentam resolver e concertar.
Os homens não procuram tanto super-mulheres.
Ambos querem namorar, mas não se encontram, e quanto mais tempo passa, mais desespero sentem.São super-carreiristas no trabalho, mas muitos deles estão ainda no secundário, senão na primária no que toca à linguagem dos afectos, à empatia e ao descobrir das necessidades emocionais dessas mulheres e escondem as suas fragilidades e vulnerabilidades.São inúmeras as pessoas que me revelaram ao longo do meu percurso profissional, terem casado sem querer casar, terem tido filhos sem quererem ser pais, terem ficado com pessoas que não amavam, apenas para fugir dos seus próprios medos e agradar a quem sentiam ter.Comigo, ou ao seu lado?A pressão psicológica e emocional a que se auto-induzem, no sentido de encontrarem um namorado/a, e a pressão social e familiar pode ser tão intensa, a ponto de algumas pessoas fazerem uma série de disparates, como namorar com quem não gostam, nem delas gosta,.Meses ou anos mais tarde divorciam-se.


[L_RANDNUM-10-999]